De tudo um pouco por Jêison Lauri da Rosa

Por mais rodas de chimarrão e menos grupos de whatsapp

Vivemos a época das redes sociais. A cada dia surge uma nova opção de aplicativo para conectar as pessoas. Hoje em dia para se comunicar com alguém em qualquer parte do mundo basta um celular, um plano de dados ou wifi, e pronto!

Fácil, né!

Essa facilidade por vezes deixa nos deixa "distante" - por incrível que pareça - de quem estamos próximos. Pais e filhos pouco conversam, mas habitam no mesmo local, seja na vida real ou cibernética. Mas sem aproximação, sem afeto, sem o diálogo necessário de uma família.

Não acha?

Hoje as redes sociais não são exclusividade dos mais jovens. Não tem idade para navegar na internet. A pessoas vivem a era da fotografia, de ao invés de saborear uma bela refeição, o principal questionamento é o ângulo da foto. A era das selfies!

Me coloco como exemplo, alguns meses atrás estive em uma cidade vizinha, aqui do Vale do Taquari, eu e mais um colega buscávamos uma padaria para tomar café, pasmem vocês, nós decidimos o local em qual iriamos parar em função do wifi.

Chegamos a esse ponto. Para mim, o extremo!

Não nos desligamos para nada, e o tempo segue passando... Se é bom ou ruim, tire suas próprias conclusões, mas acredito que a cada minuto que perdemos deixando de brincar, conversar ou vivenciar a família ou amigos não é nenhum smathphone ou computador que irá nos suprir/ressarcir.

Insisto: Não estou dizendo que estar nas redes sociais é ruim, mas sim, tome cuidado com suas prioridades, com o tempo e para não deixar quem precisa de você em segundo plano.

Por mais rodas de chimarrão e menos grupos de whatsapp. Por mais elogios e menos curtidas. Por mais sorrisos e menos flashes.